#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul


ARTIGOS


Efeito do estresse hídrico e da profundidade de semeadura na emergência de Brachiaria Ruziziensis Germain & Evrard

Autores
Valdinei Tadeu Paulino, Maria Tereza Colozza, José Evandro de Moraes, Clayton André Zotti , Sheila da Silva Viera, José Lavres Junior

Resumo

O trabalho foi conduzido em condições controladas de casa de vegetação, localizada no Instituto de Zootecnia, no período de 06 de março a 03 de abril de 2009, com o objetivo de avaliar a emergência de sementes de Brachiaria ruziziensis, submetidas a diferentes profundidades de semeadura em diferentes condições de estresse hídrico. Foram estudadas as profundidades de semeadura: 0 (plantio a lanço), 2.0, 4.0 e 6.0 cm, empregando sementes de Brachiaria ruziziensis (normal e peliculizadas) submetidas as diversas condições de estresse hídrico: 0 (sem estresse), 7, 14 e 21 dias sem irrigação. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com 3 repetições. Obteve ao final do período de avaliação as porcentagens de germinação de cada tratamento. O estresse hídrico prejudicou a germinação, sendo que os melhores resultados observados foram em condição de capacidade de campo. Para o nível de estresse zero e profundidade de semeadura de 2.0 cm, as sementes normais (72,8 %) apresentaram maior germinação em relação às peliculizadas (50,0 %), demonstrando que, independente da profundidade e estresse hídrico a peliculização não elevou os índices de germinação. As sementes normais apresentaram melhores taxas germinativas que as peleculizadas.
 
Palavras–chave: Brachiaria ruziziensis, estresse hídrico, peliculização, profundidade de semeadura
 
 
 
Effects of hydric stress and sowing depth in the Brachiaria ruziziensis emergence
 
Abstract: This assignment was conducted under controlled conditions in a greenhouse, located at the Zootecnia Institute, during the period of March 6th to April 3rd of 2009, with the objective to evaluate the emergence of Brachiaria ruziziensis seeds, subjected to different depth of sowing under different hydric stress conditions. Seeds of Brachiaria ruziziensis (normal and film coated) were planted in pottery vases, in four distinct sowing depths, all being subjected to four different conditions of hydric stress. The experimental randomized blocks design with three repetitions was used. The percentage of germination in each treatment was obtained at the end of the period. The hydric stress damaged the germination, whereas the best results observed were under field capacity conditions. The natural seeds and 2.0 of sowing depth (72.8%) presented greater germination in relation to the film coated ones (50.0%) showing that, regardless of depth and hydric stress, the film coating didn´t increase the germination ratings.
 
Keywords: Brachiaria ruziziensis, depth of sowing, film coating, hydric stress

Íntegra (PDF)

Veja todos os artigos



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir