#cancerdemama            #outubrorosa


ARTIGOS


Cana-de-açúcar desidratada enriquecida com silagem de soja

Autores
Josiane Aparecida de Lima, Eduardo Antonio da Cunha, Fernando de Oliveira Brito, Carla Ortega Calvo, João Elzeário Castelo Branco Iapichini, Carlos Frederico de Carvalho Rodrigues

Resumo

 

Desenvolveu-se o presente estudo com o intuito de avaliar algumas características nutricionais de dietas compostas por feno de cana-de-açúcar enriquecido com silagem de soja perfazendo os seguintes tratamentos: T1=20% de silagem de soja + 80% de feno de cana-de-açúcar; T2=40% de silagem de soja + 60% de feno de cana-de-açúcar; T3=60% de silagem de soja + 40% de feno de cana-de-açúcar; T4=80% de silagem de soja + 20% de feno de cana-de-açúcar. Foram analisados os teores de proteína bruta, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, lignina, digestibilidade in vitro da matéria seca e matéria mineral. O delineamento estatístico utilizado foi inteiramente casualizado, com quatro repetições. O teor protéico da dieta elevou-se em 259% quando o nível de silagem de soja passou de 20% para 80%, ou seja, o valor passou de 3,7% para 13,3%, respectivamente. O conteúdo mineral das dietas passou de 2,7% para 5,4%, respectivamente para os fenos enriquecidos com 20% e 80% de silagem de soja. Não foi constatada significância dos níveis de silagem de soja sobre as variáveis fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido e digestibilidade in vitro da matéria seca, cujos valores médios foram, respectivamente 37,2%, 25,1% e 67,3%. Conclui-se que associar a silagem de soja ao feno de cana-de-açúcar é uma alternativa para obter volumoso com melhor valor nutritivo, pois quanto maior a participação da silagem de soja junto ao feno de cana maior o teor protéico e mineral da dieta.

 

Palavras-chave: dieta, silagem de leguminosa, valor nutritivo

 

SOYBEAN SILAGE ENRICHED SUGAR CANE DESIDRATED

Abstract: The present study was developed with the purpose of evaluating some nutritional characteristics of diets composed of soybean silage-enriched sugar cane desidrated making up the following treatments: T1=20% of soybean silage + 80% of sugar cane; T2= 40% of soybean silage + 60% of sugar cane hay; T3=60% of soybean silage + 40% of sugar cane hay; T4=80% of soybean silage + 20% of sugar cane hay. The contents of crude protein, neutral detergent fiber, acid detergent fiber, lignin, in vitro digestibility of dry matter and mineral matter were analyzed. The utilized statistical design was that completely randomized with four replicates. The dietary protein content rose by 259% when the level of soybean silage past from 20% to 80%, that is, the value past from 3.7% to 13.3%, respectively. The mineral content of the diets past from 2.7% to 5.4%, respectively, for the hays enriched with 20% and 80% of soybean silage. No significance of the levels of soybean silage on the variables neutral detergent fiber, acid detergent fiber and in vitro digestibility of dry matter, the average values of which were, respectively, 37.2%, 25.1% and 67.3%. It follows that associating soybean silage with sugar cane hay is an alternative to obtain roughages of better nutritive value, since the higher the participation of soybean silage with sugar cane hay the higher the protein and mineral content of the diet.

 

Keywords: diet, legume silage, nutritive value
 

Josiane Aparecida de Lima1, Eduardo Antonio da Cunha1, Fernando de Oliveira Brito2, Carla Ortega Calvo2, João Elzeário Castelo Branco Iapichini3, Carlos Frederico de Carvalho Rodrigues3

 

1 Pesq. do Instituto de Zootecnia/APTA/SAA- josiane@iz.sp.gov.br - Rua Heitor Penteado, 56, Nova Odessa-SP, CEP:13460-000; 2 Zootecnista; 3 Pesquisadores do Pólo Regional de Desenvolvimento Tecnológico dos Agronegócios do Sudoeste Paulista/APTA/SAA

 
 

Íntegra (PDF)

Veja todos os artigos



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir