#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul


ARTIGOS


Calagem, fontes e doses de zinco em alfafa (Medicago Sativa L.) cv. Crioula Cultivada num solo latossolo vermelho - amarelo distrófico

Autores
Valdinei Tadeu Paulino, Maira Cristina Gonçalves, José Evandro de Moraes , Rosana Aparecida Possenti

Resumo

Resumo: Os solos tropicais são geralmente ácidos e deficientes em zinco e não atendem as necessidades nutricionais para o cultivo da alfafa (Medicago sativa, L.). Objetivou-se avaliar os efeitos da calagem e de diferentes doses e fontes de zinco (Zn) sobre a produção de matéria seca, brotação e conteúdos de proteína bruta em alfafa cv. Crioula. O experimento foi conduzido em casa-de-vegetação no período de junho a novembro/2008. O delineamento experimental empregado foi inteiramente casualizado, num esquema fatorial 2 x 4 para os fatores calagem e zinco, com quatro repetições, sendo estudados calagem (ausência ou calagem para elevação da saturação por bases do solo a 90 %), doses de zinco: 0, 2.0 e 4.0 kg de Zn/ha - fonte: sulfato de zinco e o zinco na forma de FTE (2.0 kg de Zn/ha) e um tratamento testemunha sem adubação. A correção da fertilidade do solo mediante adubação básica com P, K, S e micros (B, Cu e Mo), resultou significativos incrementos na produção de matéria seca (parte aérea, raízes), brotação e teores de proteína bruta da alfafa. A aplicação de calcário mais zinco aumentou a acumulação de matéria seca da parte aérea. Na ausência de calagem, para a mesma dose de zinco (2,0 kg/ha), uso de FTE supri as necessidades de zinco de modo idêntico ao uso de sulfato. Por outro lado, na presença de calagem o uso de FTE mostrou acumulações mais elevadas de matéria seca (total de três cortes) quando comparado ao emprego de Zn na forma de sulfato.

 

Palavras–chave: brotação, matéria seca, proteína bruta

 

 

Sources and rates of zinc for alfalfa cultivated in a red yellow latosol
Abstract: Alfalfa cultivar Crioula (Medicago sativa cv. Crioula) is grown on poorer and acid soils where the Zn deficiency is the most widespread nutritional disorder. The experiment was conducted at the Instituto de Zootecnia, in Nova Odessa –SP, in a greenhouse condition, from 06/31 to 11/11/2008 with the aim of this study was to evaluate the effects of lime ( ) and different sources of zinc (zinc sulphate and FTE) in dry matter production, crude protein contents and tillering alfalfa cv. Crioula (Medicago sativa). The experimental treatments consisted of a factorial design 2 x 4, arranged between lime and zinc rates (0, 2 and 4 kg.ha-1, source: zinc sulphate and FTE: 2,0 kg.ha-1 of Zn) which were set in a randomized block design, with four replications. the correction of soil fertility, through the composting basic P, K, S and micro (B, Cu and Mo), which resulted significant increments in the dry matter yield, tillering and crude protein contents. However, notes-that, from the first cut, in the absence of correction of acidity dry matter yields were similar among themselves, independent of addition or not of Zn. The application of limestone added zinc increased the accumulation of dry matter yield. The dry matter yields, in absence of liming, were similar for both zinc sources (sulphate or FTE). However, the use of liming and FTE showed higher accumulations of dry matter (total of three cuts) when compared to the employment of Zn in the form of sulphate.

 

Keywords: crude protein, dry matter yields, tillering.
 
Publicado em Julho de 2009

Íntegra (PDF)

Veja todos os artigos



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir