Massa de forragem e características morfológicas de gramíneas do gênero Brachiaria na região do Arenito Caiuá/PR

  • K. F. Gobbi Instituto Agronômico do Paraná, Paranavaí, PR
  • S. M. B. Lugão Instituto Agronômico do Paraná, Paranavaí, PR
  • V. Bett Instituto Agronômico do Paraná, Paranavaí, PR
  • J. J. S. Abrahão Instituto Agronômico do Paraná, Paranavaí, PR
  • A. A. K. Tacaiama Instituto Agronômico do Paraná, Paranavaí, PR

Resumo

Na região Noroeste do Paraná, assim como em boa parte do Brasil, as espécies forrageiras mais utilizadas são as gramíneas do gênero Brachiaria, com destaque para a Brachiaria brizantha cv. Marandu. Contudo, existem novas cultivares que precisam ser avaliadas. O objetivo deste estudo foi avaliar a massa de forragem, características morfológicas e alturas de manejo (95% interceptação luminosa do dossel) de cinco cultivares de Brachiaria brizantha (Marandu, Xaraés, Piatã, Paiaguás e MG-4) e a Brachiaria híbrida Convert HD 364. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado, com seis tratamentos e quatro repetições. Foram avaliados a altura e interceptação luminosa do dossel, massa de forragem e composição morfológica das plantas. As cultivares Xaraés, Paiaguás e MG-4 destacaram-se pela maior massa de forragem total e de folhas, particularmente na época seca, e são boas alternativas para a cultivar Marandu. . A altura do dossel forrageiro de entrada preconizada para as cultivares Marandu e Piatã está em torno de 25 cm, para Xaraés e MG- 30 cm, Paiaguás 34 cm, e Convert 23 cm.

Publicado
12-07-2018
Como Citar
Gobbi, K., Lugão, S., Bett, V., Abrahão, J., & Tacaiama, A. (2018). Massa de forragem e características morfológicas de gramíneas do gênero Brachiaria na região do Arenito Caiuá/PR. Boletim De Indústria Animal, 75. https://doi.org/10.17523/bia.2018.v75.e1407
Seção
FORRAGICULTURA E PASTAGENS