Eficiência técnica da produção de tilápias em Ilha Solteira, SP: uma análise não paramétrica

  • Omar Jorge Sabbag Universidade Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, Departamento de Fitotecnia, Tecnologia de Alimentos e Sócioeconomia, Ilha Solteira, SP.
  • Silvia Maria Almeida Lima Costa Universidade Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, Departamento de Fitotecnia, Tecnologia de Alimentos e Sócioeconomia, Ilha Solteira, SP.
Palavras-chave: análise DEA, desempenho, gestão, piscicultura.

Resumo

Este estudo objetivou analisar o desempenho de unidades de produção de tilápias em sistemas de produção de piscicultura em tanques-redes no reservatório de Ilha Solteira, SP. Avaliou-se o grau de eficiência produtiva e o diferencial de cada insumo para chegar à eficiência dos sistemas produtivos em tanques-redes. Metodologicamente, foi aplicada a técnica de Análise Envoltória de Dados para retornos constantes de escala, com orientação input. As variáveis consideradas foram investimentos, custo operacional efetivo, remuneração de investimento (inputs) e produção (output). Os resultados mostraram que 25% das propriedades foram muito eficientes, com investimentos médios de R$241.000,00, custos operacionais de R$86.000,00 e produção correspondente a 23 toneladas/mês. Os resultados sinalizam para recomendação de que a unidade de produção (DMU) com menor desempenho reduza o uso dos inputs em 53% para tornar-se eficiente. Recomenda-se aos piscicultores maior atenção às ações que não contribuem para a otimização da infraestrutura disponível, em especial aos investimentos, considerado o fator responsável pelo maior grau de ineficiência nas DMU analisadas.
Publicado
07-02-2015
Como Citar
Sabbag, O., & Costa, S. (2015). Eficiência técnica da produção de tilápias em Ilha Solteira, SP: uma análise não paramétrica. Boletim De Indústria Animal, 72(2), 155-162. https://doi.org/10.17523/bia.v72n2p155
Seção
SISTEMA DE PRODUÇÃO E AGRONEGÓCIOS