Estudo sobre o padrão de consumo da carne bovina na cidade de Campo Grande, MS, Brasil

  • Lana Diniz Brandão Dias Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Campo Grande, MS.
  • Luiza Isernhagen Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Campo Grande, MS.
  • Ricardo Carneiro Brumatti Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Campo Grande, MS.
  • Fábio José Carvalho Faria Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Campo Grande, MS.
  • Gumercindo Loriano Franco Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Campo Grande, MS.
  • Charles Kiefer Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Campo Grande, MS.
  • Camila Celeste Brandão Ferreira Ítavo Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Campo Grande, MS.
Palavras-chave: consumidor, alimentação, hábitos alimentares.

Resumo

Objetivou-se identificar os padrões de consumo da carne bovina comparada ao consumo de carnes de frango, suíno, pescado e ovina. Os dados foram coletados por meio de questionários, junto à população da cidade de Campo Grande, MS, Brasil. Foram incluídos fatores sociais, educacionais, econômicos e específicos do consumo da carne bovina em relação à ordem de consumo, atributos da carne e preferência para o consumo. A pesquisa foi realizada com 429 consumidores, abordados na entrada de supermercados. Notou-se relevante preocupação dos consumidores com atributos relacionados à higiene, cor, aroma e maciez. Quanto ao teor nutricional, 41,03% dos consumidores acreditam que a carne bovina é a mais nutritiva dentre as carnes. A frequência do consumo de carne pelos indivíduos mostrou que 45,92% tem o hábito de consumir carne bovina diariamente. Em ordem de consumo, a carne bovina foi escolhida como primeira opção com 80,65% das respostas, seguida de frango, suíno, pescado e ovina. Quando desconsiderado o preço das carnes, observou-se mudança nas respostas, havendo aumento na preferência pelo consumo de carne de pescado, porém, ainda assim a carne bovina foi escolhida como primeira opção.
Publicado
07-02-2015
Como Citar
Dias, L., Isernhagen, L., Brumatti, R., Faria, F., Franco, G., Kiefer, C., & Ítavo, C. (2015). Estudo sobre o padrão de consumo da carne bovina na cidade de Campo Grande, MS, Brasil. Boletim De Indústria Animal, 72(2), 148-154. https://doi.org/10.17523/bia.v72n2p148
Seção
SISTEMA DE PRODUÇÃO E AGRONEGÓCIOS