#cancerdemama            #outubrorosa


EVENTOS


Simpósio - Palestras e práticas sobre controle de parasitos em ovinos e caprinos

Data: 17 e 18 de março de 2005

Local: 2ª Feira Internacional de Caprinos e Ovinos (FEINCO), promovida pela Agrocentro e realizada no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo (SP)

Coordenação: Cecília José Veríssimo

Resumo
O evento ocorrerá na FEINCO, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo

A preocupação com as infecções parasitárias, que podem matar e trazer vários prejuízos aos proprietários de pequenos animais - como ovinos e caprinos - alertou os pesquisadores, a cada vez mais, levarem informações ao produtor. Com o tema "Avanços e Alternativas", o Instituto de Zootecnia (IZ/APTA/SAA) realizará Simpósio sobre controle de parasitos em pequenos ruminantes e Curso sobre o Método Famacha, nos dias 17 e 18 de março de 2005, respectivamente, na 2ª Feira Internacional de Caprinos e Ovinos (FEINCO), promovida pela Agrocentro e realizada no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo (SP).

A pesquisadora científica Cecília José Veríssimo, coordena o evento que tem por objetivo difundir as mais recentes tecnologias e alternativas de controle de parasitas em pequenos ruminantes. Também haverá uma mesa redonda que discutirá alternativas de controles com uso de Homeopatia, Fitoterapia, Fungos Nematófagos e Plantas com Taninos.

As infecções parasitárias são consideradas prejudiciais ao bom desempenho dos animais e o uso constante de drogas antiparasitárias ocasiona a resistência dos helmintos frente aos compostos. Diante da necessidade individual dos animais, buscam-se estratégias de dosificação seletiva, principalmente para retardar o desenvolvimento à resistência.

De acordo com Cecília, a verminose é a principal doença que afeta a ovinocultura no Estado de São Paulo. Os vermes mais patogênicos e que causam maior mortalidade nos rebanhos pertencem aos gêneros Haemonchus e Trichostrongylus. Os vermes se alimentam de sangue e causam anemia, levando rapidamente o animal à morte, devido à falência de vários órgãos vitais do organismo. “Outro sintoma em conseqüência das parasitoses é o edema submandibular, um inchaço que aparece na mandíbula inferior, vulgarmente conhecido como papeira”, salienta a pesquisadora.

O tratamento seletivo através do método FAMACHA tem o objetivo de diminuir o uso de anti-helmínticos, preservando a eficácia destes. A metodologia consiste em uma avaliação clínica da anemia, comparando a coloração da conjuntiva do animal com um cartão de cores.

Outra grande vantagem é o incremento da relação custo-benefício. Resultados preliminares confirmam uma redução de até 90% no uso de drogas antiparasitárias. Devido a esta redução no uso das drogas, os animais não tratados manterão vermes suscetíveis na pastagem, prolongando a eficácia dos produtos.

O método Famacha, desenvolvido na África do Sul, pelo pesquisador científico Van Wyk, identifica o animal que necessita ser vermifugado a partir da coloração da conjuntiva. Com uma cartela de cores da mucosa ocular pode-se definir qual animal necessita ser tratado com vermífugo, isso possibilita diminuir a utilização do medicamento no rebanho e minimizar os resíduos na carne, no leite e no meio ambiente, preservando também a eficácia das bases químicas.

 Inscrição - Os eventos, que ocorrem em dois dias, têm custo e inscrição diferenciada, além de desconto para inscrição antecipada, há limite de vagas. O curso é destinado aos produtores rurais, técnicos, estudantes e funcionários públicos, todos receberão certificados. Para funcionários públicos e estudantes a taxa varia de R$ 50,00 a R$ 100,00, já para técnicos e produtores, de R$ 70,00 a R$ 150,00. Mais informações pelo site www.iz.sp.gov.bre inscrições pelo telefone (19) 3466-9413 e e-mail eventos@iz.sp.gov.br

 

Programação acesse os links:

Simpósio (17/03) – Simpósio sobre Controle de Parasitas em Pequenos Ruminantes

Curso (18/03)  XXI Curso sobre o Método Famacha  

 

 

Veja todos os eventos



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir