#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul


NOTÍCIAS


12/09/2016

Leilão do Instituto de Zootecnia arrecada R$ 873 mil e contribui para a estabilidade das pesquisas de melhoramento genético

Foram ofertados 98 animais das raças Nelore, Caracu e Guzerá

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, destacou a importância do Programa de Melhoramento Genético do Instituto de Zootecnia (IZ) para a pecuária brasileira, durante a abertura do “Leilão de Reprodutores e Matrizes Linhagem IZ”. O evento foi realizado no dia 8 de setembro de 2016, no Centro de Pesquisa em Bovinos de Corte da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), em Sertãozinho. No leilão, foram arrecadados R$ 873.600,00 com a venda de 98 animais das Raças Nelore, Caracu e Guzerá que já participaram do Programa de Melhoramento Genético, que completa 40 anos, possibilitando o acesso dos produtores às tecnologias.

“A diversidade de raças disponibilizadas pelo IZ é uma oportunidade de mostrar o resultado do trabalho do instituto, em termos de ganho de eficiência e conversão de alimentação. O leilão é uma referência em tradição e qualidade no País”, afirmou Arnaldo Jardim.

Para o titular da Pasta, o IZ tem importante contribuição para o desenvolvimento da pecuária sustentável, alinhado às diretrizes do governador Geraldo Alckmin de harmonizar a produção e o meio ambiente. “O setor tem caminhado muito bem no que diz respeito à sustentabilidade como mostra a nossa Vitrine de Tecnologia Sustentável, projeto instalado em uma área adjacente ao espaço onde se realiza a Agrishow, em Ribeirão Preto. Assim, podemos desenvolver o sistema de Integração-Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), e orientar os produtores sobre esta nova fronteira do segmento”, explicou.

A iniciativa foi reforçada pela diretora do IZ, Renata Helena Branco Arnandes. “O papel do Instituto é fomentar a genética e a cadeia produtiva de carne do País, um trabalho sério e comprometido com o desenvolvimento da pecuária sustentável”, disse Renata.

Investimento em pesquisa

Organizado pela Central Leilões e transmitido ao vivo pelo Canal do Boi, o Leilão de Reprodutores e Matrizes Linhagem IZ resultou no arremate de 61 exemplares da raça Nelore, no qual foram arrecadados R$575.600,00. A média de valor dos 34 touros foi de R$ 11.132,35 e das 27 fêmeas foi de R$ 7.300. Na raça Caracu, os 20 animais ofertados somaram R$ 139.500,00, uma média de R$ 10.075,00. Na raça Guzerá, foram negociados 17 reprodutores à média de R$ 5.676,47, totalizando R$ 96.500,00.

Os valores obtidos superaram o resultado da última edição, quando foram ofertados 119 animais, pelo montante de R$ 707.600, registrando a média geral de R$ 5.946 por animal.

Os valores serão revertidos para pesquisa e desenvolvimento do setor agropecuário, beneficiando toda a cadeia produtiva e a sociedade, conforme ressaltou Orlando Melo de Castro, coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), que congrega os institutos de pesquisa paulista. “Os valores arrecadados no leilão fomentarão as pesquisas da unidade no próximo ano, contribuindo para a estabilidade do Programa, sem depender de orçamentos do Estado”, explicou.

De acordo com o coordenador, a transferência de tecnologias aos produtores se tornou ainda mais eficaz ao longo dos últimos anos, com a transmissão ao vivo do leilão pelo veículo de comunicação parceiro. “Produtores do Pará, Mato Grosso, Goiás, Tocantins têm a oportunidade de participar, conhecer os animais que fazem parte do Programa uma referência forte, especialmente em Nelore, que é a base do gado de corte nacional”, pontuou.

Apesar da facilidade em dar os lances por telefone ou pela internet, muitos produtores ainda preferem conhecer de perto os animais oferecidos pelo IZ. Mais de 150 pessoas estiveram em Sertãozinho para avaliar pessoalmente as características dos lotes ofertados.

É o caso do produtor Wilson Farjala Junior, da Fazenda Belém, na cidade de Passos/MG, que há muitos anos frequenta o leilão e já adquiriu diversos reprodutores. “Aqui é um banco genético, um trabalho público de tamanha eficiência que nos surpreende. É de extrema importância para a pecuária, pois a contribuição no ganho de produção e avanço do gado é indiscutível”, relatou o produtor da Raça Caracu.

Neste ano, Wilson estendeu o convite ao amigo Tadeu Teixeira Bruno, também de Minas Gerais, que trabalha com cruzamento de Nelores, na Fazenda Bom Jardim. “Para conseguir o melhoramento dos animais, vim buscar a tecnologia do IZ”, avaliou Bruno, que tem altas expectativas pela seriedade e qualidade dos produtos.

O produtor Onicio Lauriano e seu filho Eduardo percorreram mais de 1.500 quilômetros de Xinguará - PA, onde fica a Fazenda Mateira, até Sertãozinho para oferecer lances pelos animais do IZ. Até então, o pecuarista adquiria os animais por meio de terceiros. “Nós nos dedicamos à criação de Caracu há 25 anos e essa é grande uma oportunidade de termos acesso aos melhores animais da raça, algo que não encontramos em outra instituição no País. Nós não teríamos condições de desenvolver este trabalho de pesquisa, acompanhar o ganho de peso do rebanho. Certamente, ficaríamos defasados neste importante momento da pecuária brasileira”, relatou o criador.

Para Pedro Barros, que cria gado em Morro Agudo e Presidente Epitácio, no interior paulista, o diferencial do leilão do IZ é a oferta de um plantel de qualidade por valores acessíveis. “Precisamos ter acesso a tecnologias para que, em menos tempo, o boi possa atingir o peso ideal para ser abatido, sem perder a qualidade da carne”, avaliou o produtor, que acredita que com a estabilidade política, o setor tenderá a crescer ainda mais.

A linha de trabalho mantida pelo IZ nas últimas décadas contribui significativamente para a procura dos animais, avaliou o diretor técnico da Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP), Argeu Carlos Lima Silveira. “Manter a linha de trabalho intacta é uma grande vitória da instituição e da sociedade. Esta seleção de animais contribui definitivamente para o desenvolvimento da pecuária no Brasil. Dentro desse conceito de animal funcional, um dos pilares é o touro Provador do IZ. No entanto, as novas tecnologias de alimentação animal e precocidade sexual desenvolvidas pelo instituto também agregam novas tecnologias ao setor”, observou.

Por: Paloma Minke
Fotos: João Luiz
Acesse as fotos: https://flic.kr/s/aHskGpEGsJ 


Mais informações

Lisley Silvério
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
Instituto de Zootecnia
Fone: (19) 3466.9434 / 3476-9841
E-mail: lisley@iz.sp.gov.br

Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir