#cancerdemama            #outubrorosa


NOTÍCIAS


13/06/2018

Estabelecimento e manutenção de linhas de seleção do IZ são fundamentais para trabalhos científicos com a raça Nelore


A visão de futuro de um grupo de pesquisadores na década de 1970, juntamente com a visão científica do grupo atual de pesquisadoras, ambos do Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, e com o apoio do próprio Instituto, resultaram no estabelecimento e manutenção de três linhas de seleção para crescimento da raça Nelore. 

Após mais de 35 anos de seleção, esse material genético tem sido essencial para obtenção de resultados científicos importantes, inéditos em Bos indicus, que sem ele não seriam possíveis. Exemplo é o recente artigo publicado na revista científica (Genetics Selection Evolution), em maio de 2018, que revelou seis regiões no genoma que estão associadas ao peso dos animais.

O trabalho foi resultado de uma pesquisa colaborativa envolvendo, os pesquisadores do IZ, Joslaine Noely dos Santos Gonçalves Cyrillo e Maria Eugênia Zerlotti Mercadante, professores da Unesp-Jaboticabal e da Universidade de Göttingen, na Alemanha.

Com a atual diferenciação dos rebanhos Nelore do IZ quanto às características de crescimento e tamanho corporal e com o conhecimento atual da genômica, a manutenção desse material genético é primordial para futuros estudos que serão úteis para desvendar a arquitetura genética de características de crescimento, altura, deposição de músculo, entre outras. Esses resultados serão essenciais para aumentar a precisão de seleção para maior produção de carne/animal e aumentar a rentabilidade da cadeia de produção de carne.

Touro-controle-e-Seleção-melhoramento-genetico-IZA diferenciação fenotípica entre as linhas seleção é visivelmente observada na fotografia de dois touros de mesma idade (4 anos, 400 kg de diferença), um da linha/rebanho selecionada para crescimento e outro da linha/rebanho controle, em que os animais são selecionados para a média do peso desde 1981.

A manutenção de linhas seleção de bovinos é um trabalho de longa duração, uma vez que o intervalo de gerações é de cerca de quatro a cinco anos, e a diferenciação genética só ocorre após algumas gerações de seleção. As linhas seleção da raça Nelore estabelecidas e mantidas pelo Instituto de Zootecnia têm cerca de seis gerações de seleção para crescimento, após 40 anos de trabalho criterioso no controle zootécnico, fenotipagem, e classificação dos animais para serem usados como reprodutores e matrizes no próprio rebanho. 

Todo esse trabalho envolveu e envolve um time de pesquisadores do Instituto de Zootecnia de várias especialidades, nas áreas de melhoramento genético, nutrição, manejo, reprodução e carcaça. "Ao longo desses anos, a persistência dos pesquisadores do Centro APTA Bovinos de Corte e o apoio dos diretores do Instituto de Zootecnia, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) e da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, foram essenciais para manter esse material genético único no mundo", destaca a diretora do IZ, Renata Helena Branco Arnandes.


Fonte: Centro de Pesquisa em Bovinos de Corte



Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir