#cancerdemama            #outubrorosa


NOTÍCIAS


27/10/2001

IZ participa da Expomilk em SP

O Instituto de Zootecnia (IZ-APTA/SAA) está participando do dia 23 da 10ª edição da Expomilk - Exposição Nacional da Pecuária Leiteira e Feira Internacional da Cadeia Produtiva do Leite. É o principal evento da América Latina e acontece das 10 às 19 horas no Centro de Exposições Imigrantes em São Paulo.

No estande do IZ estão os trabalhos de pesquisa desenvolvidos na área leiteira e ficarão expostos até sábado (27/10).

 A Expomilk traz para São Paulo o ambiente do campo com cerca de 350 criadores de gado de leite das principais bacias leiteiras do país e aproximadamente 140 expositores comerciais, mostrando novidades em equipamentos, acessórios e maquinários. Estão em exposição animais das raças Holandesa, Jersey, Pardo-Suíço, Girolando e Gir.

Os projetos de pesquisa do IZ expostos fazem parte de um dos dez Programas do Governo Paulista: Incremento da competitividade das cadeias de proteína animal, visando o desenvolvimento do Agronegócio Paulista.

 

Programa visa qualidade do Leite

Para beneficiar o produtor de gado de leite com ferramentas para o gerenciamento de informações na tomada de decisões para o manejo dos animais, profissionais de instituições de pesquisas agropecuárias do governo paulista elaboraram o Projeto de pesquisa e desenvolvimento denominado "Programa Integrado de Melhoramento da Produção e Qualidade do Leite para o Estado de São Paulo (PIMPQL-SP)". Esse instrumento de coleta de informações possibilita maior controle de dados zootécnicos e avaliações genéticas que será disponibilizado ao pecuarista para melhorar a administração do rebanho.

Com o apoio da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP, o trabalho que será executado pelo Grupo de Melhoramento Genético de Bovinos Leiteiros (GEN-LEITE), do Instituto de Zootecnia (IZ), no Núcleo de Pesquisas Zootécnicas Nordeste, em Ribeirão Preto, e pela Clínica do Leite, do Centro de Tecnologia para o Gerenciamento da Pecuária do Leite, da ESALQ-USP, está sob a responsabilidade da pesquisadora científica Dra. Vera Lúcia Cardoso, do IZ, e sob coordenação do Prof. Dr. Paulo Fernando Machado, da Clínica.

Nos últimos 12 anos o grupo GEN-LEITE adquiriu considerável experiência em programas de monitoramento e análise de rebanhos leiteiros, mediante o uso de sistemas informatizados. Paralelamente, procurou-se trabalhar também na padronização e formação de banco de dados para melhorar a qualidade das informações a serem utilizadas na elaboração de relatórios técnicos e em avaliações genéticas dos animais.

Assim o projeto tem como base um programa de controle de dados zootécnicos de rebanhos leiteiros, viabilizando para o produtor, além do controle leiteiro, o retorno de relatórios técnicos gerenciais para auxílio nas tomadas de decisão de manejo (alimentação, sanidade, reprodução, descarte). Com o banco de dados constituído durante o desenvolvimento do programa, é possível, ainda, a realização de avaliações genéticas dos animais.

A Clínica do Leite vem desenvolvendo com sucesso o Programa de Gerenciamento de Rebanhos Leiteiros desde 1987, além de executar o processamento do controle leiteiro para alguns núcleos de produtores de leite do Estado. Com base em dados coletados periodicamente e exames qualitativos de amostras de leite, este programa de gerenciamento tem como objetivos, oferecer aos produtores, relatórios técnicos periódicos que avaliam o desempenho produtivo, reprodutivo e econômico, diagnosticando possíveis problemas em termos nutricionais e sanitários (com ênfase à saúde do úbere).

Dada a oportunidade de parceria com o grupo do GEN-LEITE para o desenvolvimento de pesquisas conjuntas estamos oferecendo, dentro do PIMPQL-SP, um pacote tecnológico o qual consta dos serviços oferecidos pelos dois grupos. Para tal, seus pesquisadores elaboraram um pacote de avaliação de vacas e touros, a ser realizada com base no banco de dados armazenados pelo programa, para auxílio nas tomadas de decisão de acasalamentos e descarte, além de demonstrar a evolução do ganho genético do rebanho decorrente da escolha de touros e seleção de vacas no decorrer dos anos.

A Clínica do Leite oferece análises laboratoriais para determinação de gordura, proteína, lactose e sólidos totais; contagem de células somáticas (CCS); e determinação de uréia. Os resultados das análises são retornados aos clientes na forma de laudo de análise e de diferentes tipos de relatórios de avaliação da composição do leite e de contagem de células somáticas.

Além de processar os resultados das análises realizadas no Laboratório de Análises, o Setor de Processamento de dados da Clínica do Leite (PDD), em convênio com a Associação Brasileira de Criadores (ABC), Núcleo IX e Leite Sul, realiza o processamento de dados do Serviço de Controle Oficial ( SCL) e também o controle Gerencial de várias fazendas em todo o país.

São gerados relatórios de Serviço de Controle Leiteiro (SCL) Oficial e não Oficial. Ou seja o oficial segue de acordo com as normas estabelecidas por cada Núcleo de Controle Leiteiro, já o não oficial são realizados para uso do fazendeiro, a partir de informações enviadas pelo próprio fazendeiro.

A Clínica do Leite gera os Relatórios Gerenciais Básicos, de Produção, de Reprodução, de Sanidade, de Criação. Clientes dos Núcleos que realizam o Controle Leiteiro Oficial, recebem mensalmente os relatórios de SCL e os relatórios Gerenciais. Fazendas que não realizam o Controle Leiteiro Oficial, recebem os relatórios Gerenciais mensalmente.

O setor de processamento de dados da Clínica do Leite (PDD), disponibiliza aos seus clientes o Software Agenda, o que facilita e otimiza a coleta e entrada dos dados zootécnicos. O programa está em versão DOS, e por apresentar boa operacionalidade e confiabilidade vem sendo utilizado desde 1987 pelas fazendas. Caso não haja Microcomputador na propriedade interessada, existe a possibilidade de envio das informações por meio de planilhas pré-definidas.

O GEN-LEITE, coordenado pela equipe do IZ, tem por responsabilidade as informações sobre avaliação de vacas e reprodutores; orientação de acasalamentos dirigidos; e orientação de cruzamentos.

Com o Programa Integrado de Melhoramento da Produção e Qualidade do Leite no Estado de São Paulo, o produtor, se beneficia com o retorno das informações processadas e analisadas, sob a forma de relatórios técnicos, para auxílio nas tomadas de decisão de manejo (alimentação, sanidade, reprodução, descarte). Recebe auxílios no diagnóstico de pontos de estrangulamento de manejo; no controle e prevenção de doenças; no estabelecimento de estratégias de melhoramento genético para fazendas/núcleos de produtores; em programas de acasalamento genético. Além do GEN-Leite promover cursos, palestras, reuniões técnicas e treinamentos (difusão de tecnologias).

Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir