#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul


NOTÍCIAS


28/04/2014

IZ na Agrishow apresentará o “Resgate genético do Capim Aruana (IZ-5)” que estará à venda em 2015

Ovino IZ e Capim Aruana | by Lisley SilvérioCapim Aruana: Resgate genético da cultivar e apresentação do Programa de Ovinos IZ serão as tecnologias apresentadas pelo Instituto de Zootecnia (IZ/Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, de 28 de abril a 02 de maio, no estande da Secretaria, na 21ª edição da Agrishow - Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação – Ribeirão Preto (SP). Durante toda semana, das 8h às 18 horas, o público poderá visitar a exposição de ovinos em pastejo no Capim Aruana. No dia 29, às 17 horas, haverá a apresentação “Resgate genético do Capim Aruana” – material genético base do Banco Ativo de Germoplasma do IZ.

O IZ realizará a “Prosa no Quiosque”  com os temas Sistema de criação de ovinos IZ, Manejo do Capim Aruana (IZ 5) e Sistema silvipastoril. Os pesquisadores responsáveis pelos assuntos – Ricardo Lopes Dias da Costa, Luciana Gerdes, Cristina Maria Pacheco Barbosa, respectivamente –, estarão à disposição para atender aos produtores e interessados no manejo e criação.

 

Material genético – O capim Aruana foi introduzido no Instituto de Zootecnia, em Nova Odessa, no ano de 1974, sob a nomenclatura NO 753. As sementes foram recebidas da África. Lançado pelo Instituto de Zootecnia em 1989, como IZ-5, é utilizado amplamente e com sucesso na pecuária nacional. Seu uso é muito difundido e adotado na caprinocultura e ovinocultura.Ovinos IZ

 

Assim, a necessidade de atender ao mercado nacional de sementes forrageiras com sementes de categoria básica, levou o Instituto de Zootecnia, mantenedor da cultivar do capim Aruana (Panicum maximum cv. Aruana IZ-5), a resgatar e colocar à disposição o material genético presente no Banco Ativo de Germoplasma (IZ-FORR).

 

Para atender essa demanda, foi firmada uma parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), via Departamento de Sementes, Mudas e Matrizes (DSMM), para multiplicar as sementes básicas.  Os plantios foram feitos em dois campos, em Manduri (Fazenda Ataliba Leonel) e Santo Anastácio, e estarão disponíveis para venda a partir de 2015.

 

O Instituto tem pesquisas com o capim Aruana, desde 1995, em sistemas de pastejo com ovinos. A gramínea apresenta produção média de 14t de MS/ha/ano. Os resultados positivos devem-se à boa aceitabilidade pelos animais, à alta persistência sob pastejo severo e à rápida rebrotação após a desfolhação, atribuída às numerosas gemas basais, com 37,5% deste valor produzido no “inverno”, apresentando, portanto, uma excelente distribuição anual.
 
Ovinocultura O Instituto de Zootecnia desenvolveu o sistema de criação intensiva de ovinos, fundamentado na manutenção das matrizes em pastagens de forrageiras de alta produtividade e elevado valor nutritivo, manejadas intensivamente, associado à cria e acabamento dos cordeiros em sistema de confinamento, denominado “Sistema IZ de Produção de Ovinos”.
 

Segundo o pesquisador Ricardo Lopes Dias da Costa, doutor em Produção Animal e, atualmente, diretor da Unidade de Ovinos, os trabalhos de pesquisa em ovinocultura do IZ têm por finalidade gerar e transferir tecnologias para o pequeno e médio produtor. Ovinos IZ

 

“Atualmente os trabalhos são desenvolvidos em diversas áreas como melhoramento genético, sanidade, nutrição, reprodução, comportamento e bem estar animal”, detalha Ricardo Lopes.

 

Também fazem parte das linhas de pesquisa da Unidade de Ovinos do IZ a utilização de co-produtos da indústria na alimentação animal e a produção de metano. “A multiplicação e transferência de material genético superior estão entre as prioridades das nossas ações”, completa o pesquisador.
 

O Instituto de Zootecnia há mais de duas décadas tem gerado e divulgado conhecimento científico na área de produção ovina, desenvolvendo sistemas de produção e tecnologias direcionados ao produtor rural, buscando a viabilização socioeconômica, e a inserção de parte significativa da população rural no processo produtivo.

Isso é observado na evolução que ocorreu no rebanho ovino no Estado de São Paulo. A produção de carne ovina no Estado de São Paulo representa hoje uma atividade cuja participação socioeconômica é crescente e vem se firmando cada vez mais como alternativa de viabilização da propriedade rural e agricultura familiar.

Lisley Silvério (MTb 26.194)
Jornalista – Assessora de Imprensa
Diretoria Técnica de Departamento
Instituto de Zootecnia
Secretaria de Agricultura e Abastecimento SP

Fone: (19) 3466.9434
E-mail: lisley@iz.sp.gov.br
www.iz.sp.gov.br

Redes sociais
:
www.facebook.com.br/institutodezootecnia
www.twitter.com/iz_sp_gov_br

Instituto de Zootecnia (IZ/APTA/SAA-SP)
Rua Heitor Penteado, 56, Centro, Nova Odessa (SP)
CP 60 | CEP 13460-000

Acompanhe a Secretaria:
www.agricultura.sp.gov.br
www.twitter.com/agriculturasp
www.flickr.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agriculturasp


 

Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir