#cancerdemama            #outubrorosa

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 33 - Número: 1 - Pg: 153-173 - Ano: 1976


Autores
J. F. L. Rondón, E. M. Leboute, R. Roffler, W. M. Pereira.


Níveis de uréia em rações de mantença para ovinos, utilizando a palha de arroz como volumoso.
Resumo

Verificou-se a possibilidade de manter, durante períodos curtos, o peso corporal de carneiros castrados recebendo volumoso pobre, através da suplementação com uma mistura contendo 10% de uréia, 30% de melaço e 60% de milho moído. Foram usados 36 carneiros castrados da raça ideal, com peso médio de 15,97 kg. Tratamentos: A — palha de arroz; B — palha de arroz mais 50 g de suplemento por animal diariamente; C palha de arroz mais 100 g de suplemento por animal diariamente. Resultados: a) o ganho médio de peso por tratamento durante o período experimental foi de —7,80, —0,30 e +4,50 kg, respectivamente, para os tratamentos A, B e C. Constatou-se regressão linear, positiva e significativa, entre o ganho de peso e o nível de suplementação (Y = —3,70 + 0,062X; b) o consumo de alimento no período experimental foi de 15,47, 20,38 e 22,03 kg para os tratamentos A, B e C, e o consumo de matéria seca total correspondente foi de 13,84, 18,12 e 19,44 kg. As regressões entre o nível de suplementação e o consumo de alimento e de matéria seca foram lineares, positivas e significativas (Y = 15,44 + 0,066 X) e (Y = 15,33 + 0,05 X); e) o consumo médio diário de proteína digestível, expresso em g/kg°,75, foi de 0,24, 2,18 e 4,10 para os tratamentos A, B e C. A análise da variância evidenciou associação linear, positiva e significativa, entre o nível de suplementação e o consumo médio de proteína digestível no período experimental (Y = 83,5 + 13,05 X); d) o consumo médio diário de energia digestível, expresso em kcal/kg°’75, foi de 71,12, 95,68 e 110,52 para os tratamentos A, B e C. A analise da variância evidenciou associação linear, positiva e significativa entre o nível de suplementação e o consumo diário de energia digestível (Y = 24,83 + + 0,142 X); e) o consumo de palha, total ou diário, não foi influenciado pela suplementação, não tendo sido evidenciadas diferenças significativas entre os tratamentos.


Levels of urea in maintenance rations for sheeps, using rice straw as roughage.
Abstract

The objective of the present experiment was to test the possibility of maintaining the livebody weight of castrated sheep during short periods of time when fed rice straw as a basal ration supplemented with increasing levels of a concentrate mixture containing: 10% of urea, 30% of sugarcane molasses and 60% com grain. The treatments tested were: A. rice straw; B. rice straw and 50 g/animal/day of the concentrate mixture; C. rice straw and 100 g/animal/ day of the concentrate mixture. There was a linear relationship between level of concentrate feeding (X) and livebody weight change (Y). Animals lost, maintained and gained weight, respectively, for treatments A, B and C.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir