#cancerdemama            #outubrorosa

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 27/28 - Número: único - Pg: 101-107 - Ano: 1970


Autores
R. n. Kronka, A. Spers, J. J. N. Silveira, F. G. C. Jr. e A. J. Rodrigues.


Subproduto da industrialização do tomate em rações de suínos em crescimento e acabamento.
Resumo

Estudou—se, no presente experimento, o emprego do subproduto da industrialização do tomate em rações de suínos em crescimento e acabamento. Foram utilizados 30 animais das raças Duroc, Piau e Berkshire sendo 15 têmeas e 15 machos castrados.O experimento constou de 5 rações. A ração testemunha (A) continha como principal fonte dc proteína o farelo de soja. Nas rações B, C, D e E, respectivamente 25, 50. 75 e 100 % da proteína fornecida pelo farelo de soja foi substituída pelo farelo de tomate.O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em esquema fatorial 5 x 2, com 3 repetições. Os fatores eram: Rações e SexosO experimento teve duração de 84 dias e os índices de controle foram:ganho de peso e conversão alimentar.Com relação ao ganho de peso e conversão alimentar, verificou-se que à medida que se aumentaram as porcentagens de resíduo da industrialização do tomate nas rações, houve um significativo decréscimo de ganho de peso e conversão segundo unia linha reta.


Dried tomato pulp in growing and finishing swine rations.
Abstract

Estudou—se, no presente experimento, o emprego do subproduto da industrialização do tomate em rações de suínos em crescimento e acabamento. Foram utilizados 30 animais das raças Duroc, Piau e Berkshire sendo 15 têmeas e 15 machos castrados.O experimento constou de 5 rações. A ração testemunha (A) continha como principal fonte dc proteína o farelo de soja. Nas rações B, C, D e E, respectivamente 25, 50. 75 e 100 % da proteína fornecida pelo farelo de soja foi substituída pelo farelo de tomate.O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em esquema fatorial 5 x 2, com 3 repetições. Os fatores eram: Rações e SexosO experimento teve duração de 84 dias e os índices de controle foram:ganho de peso e conversão alimentar.Com relação ao ganho de peso e conversão alimentar, verificou-se que à medida que se aumentaram as porcentagens de resíduo da industrialização do tomate nas rações, houve um significativo decréscimo de ganho de peso e conversão segundo unia linha reta.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir