#cancerdemama            #outubrorosa

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 65 - Número: 1 - Pg: 01-06 - Ano: 2008


Autores
Fumiko Okamoto, Eduardo Antonio da Cunha, Mauro Sartori Bueno, Marcelo de Almeida Silva, Luiz Eduardo dos Santos, Armando de Andrade Rodrigues


Desempenho de borregas da raça Santa Inês alimentadas com cana-de-açúcar e ramas de amoreira
Resumo

O desempenho de borregas alimentadas com dietas compostas de concentrado (20%) e volumoso (80%) a base de cana-de-açúcar (Saccharum officinarum cv RB 72-454) e ramas de amoreira (Morus spp.) foi avaliado. Os tratamentos foram: A- 80% de cana-de-açúcar; B- 60% de cana-de-açúcar e 20% de ramas de amoreira e C- 40% de cana-de-açúcar e 40% de ramas de amoreira. O delineamento estatístico foi em blocos casualizados sendo os dados submetidos à análise de regressão. Foram utilizadas 24 fêmeas da raça Santa Inês, com idade aproximada de cinco meses e peso vivo inicial de 18,3 ± 2,7kg. Avaliou-se o consumo voluntário de matéria seca, o ganho de peso vivo diário e total e a conversão alimentar. Constatou-se efeito linear significativo (P<0,05) para o consumo de matéria seca com o aumento do porcentual de ramas de amoreira na dieta, com conseqüente aumento linear (P<0,05) no ganho de peso vivo total e diário. Houve redução linear (P<0,05) na conversão alimentar em função do aumento dos níveis de ramas de amoreira. Observaram-se valores mais elevados de fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, lignina e menor valor de digestibilidade in vitro na cana-de-açúcar em relação às ramas de amoreira. A cana-de-açúcar como volumoso exclusivo não possibilita desempenho adequado de borregas, sendo que a associação com ramas de amoreira melhora o desempenho animal.


Performance of Santa Ines ewe lambs fed sugar cane and mulberry brnaches
Abstract

The performance of ewe lambs fed concentrate (20%) and roughage (80%) based on sugar cane (Saccharum officinarum cv RB 72-454) and increasing levels of mulberry branches Morus spp were evaluated. The treatments were; A- 80% of sugar cane; B- 60% of sugar cane plus 20% of mulberry branches and C- 40% of sugar cane plus 40% of mulberry branches. A random blocks design was used and data were evaluated by regression. Twenty four ewe lambs aged five month with 18.3 ± 2.7kg were used. The voluntary intake, live weight gain and feed conversion were measured. The increase on the proportion of mulberry branches in the sugar cane diets led to a significant linear increase (P<.05) in the DM intake and the live-weight gain and a linear decrease in feed conversion (P<.05). The sugar cane showed greater NDF, ADF, and lignin content and smaller in vitro digestibility than mulberry branches. The sugar cane as only roughage does not lead to a good performance for growing ewe lambs and the inclusion of mulberry branches can improve animal performance.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir