#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 57 - Número: 1 - Pg: 93-98 - Ano: 2000


Autores
Luiz Francisco Zafalon, Luiz Augusto do Amaral, Antônio Nader Filho, José Victor de Oliveira, Flávio Dutra de Resende e Gener Tadeu Pereira


Influência do tratamento da mastite subclínica bovina sobre as características físico-químicas e a produção de leite.
Resumo

Foram colhidas 116 amostras de leite procedentes de 29 quartos mamários com mastite subclínica e 29 quartos homólogos sadios com o objetivo de avaliar a taxa de cura da mastite subclínica com o tratamento efetuado durante a lactação e de verificar a influência do tratamento sobre as características físico-químicas e a produção do leite. Os resultados obtidos evidenciaram a cura de 17 (58,6%) quartos tratados e que o tratamento durante a lactação provocou aumento nos valores médios de acidez titulável, extrato seco total, extrato seco desengordurado e redução no valor médio do teor de cloretos. A produção não foi restabelecida com o tratamento durante a lactação na propriedade estudada.


Influence of bovine subclinical mastitis treatment upon physical-chemical characteristics and milk production
Abstract

One hundred sixteen milk samples obtained from 29 mammary quarters with subclinical mastitis and 29 healthy colateral quarters were analysed, with the objective of evaluating the rate of cure of subclinical mastitis with the treatment made during lactation and evaluating the treatment influence upon physical-chemical characteristics and milk production. The  results obtained showed the cure of 17 (58.6%) treated quarters and that treatment during lactation increased the acidity, total solids, nonfat solids and decreased the chloride level average values. Milk production did not reestablish with lactational treatment in dairy farm studied.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir