#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 49 - Número: 1 - Pg: 49-54 - Ano: 1992


Autores
M. M. Guilhermino, M. A. R. de Freitas, V. L. Cardoso, J. R. Nogueira


Involução uterina e primeiro cio pós-parto em vacas raça Gir, selecionadas e manejadas para a produção de leite
Resumo

Visando conhecer alguns aspectos da fisiologia reprodutiva de vacas da raça Gir em seleção para produção de leite, através da determinação do tempo de involução uterina e retorno ao cio, além do efeito de alguns fatores que interferem neste processo, foram acompanhadas inicialmente 100 vacas paridas no período de 06/86 a 06/87, pertencentes à Estação Experimental de Zootecnia de Ribeirão Preto – IZ/CPA/SAA. Para se obterem as informações necessárias à realização deste estudo, foram feitas palpações retais semanais a partir do 5º dia pós-parto até a completa involução dos cornos uterinos e da cérvix. O retorno ao cio foi constatado através de duas observações diárias e pelo uso de rufiões com buçais marcadores. As variáveis analisadas foram: intervalos entre o parto e involução da vulva (IPIVU), da vagina (IPIVA), da cérvix (IPICE), do útero (IPIU); aparecimento do primeiro cio pós parto (IPCIO), período de serviço (PS) e número de serviços por concepção (NSC). Os valores médios em dias observados foram: IPIVU = 10,6 ± 6,8; IPIVA = 12,3 ± 8,7; IPICE = 28,7 ± 11,6; IPIU = 40,6 ± 12,5; IPCIO = 92,9 ± 48,3; PS = 145,1 ± 90,4. No que se refere ao NSC, esses valores foram de 1,9 ± 1,3. Nas análises estatísticas, os fatores de variação considerados foram: época do parto, ordem de parto e peso ao nascer da cria. As análises de variância mostraram a influência significativa da estação de parição sobre as seguintes variáveis: NSC, PS (P < 0,10) e IPCIO (P <0,05), enquanto que o peso ao nascer da cria influenciou o IPIU (P < 0,10), IPIVA (P < 0,05) e a ordem de parto influenciou o IPIVA (P <0,01).


Uterus involution and first oestrus postpartum of Gyr cows selected for milk production
Abstract

Data from weekly retal palpations, obtained from the 5th day after calving until the complete uterine involution, of 100 Gir cows, selected for milk production and belonging to Estação Experimental de Zootecnia de Ribeirão Preto were collected from June/86 to June/87. To study some factors that affect the reproductive efficiency of this breed, it was observed the involution of some structures of the reproductive tract and the return oestrus. The traits considered were: calving-vagina involution interval (IPIVA), calving-vulva involution interval (IPIVU), calving-cervix involution interval (IPICE), calving-uterus involution interval (IPIU); first heat pos-partum (IPCIO); days open (PS) and number of services per conception (NSC). The observed overall means and standard deviations (days) for these traits were respectively 10.4 and 6.8 for IPVU; 12.3 and 8.7 for IPIVA 28.7 and 11.6 for IPICE; 40.6 and 12.5 for IPIU; 92.9 and 48.3 for IPICIO; 145.1 and 90.4 for PS; 1.8 and 1.3 for NSC. The statistical models utilized in the analysis of variance included the fixed effects of calving season, the calfs birth weight and lactation number. Calving season significantly affected NSC and PS (P < 0.10) and IPICIO (P < 0.05). Birth weight affected IPIU (P < 0.10) and IPIVA (P <0.05) and lactation number just affected IPIVA (P < 0.01).


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir