#cancerdemama            #outubrorosa

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 70 - Número: 2 - Pg: 103-109 - Ano: 2013


Autores
Marcelo Rodrigues, Heverton Luis Moreira, Lenira El Faro, Vera Lucia Cardoso, Claudia Cristina Paro de Paz


Impacto da utilização da somatotropina bovina (bST) sobre a produção de leite e a avaliação genética de bovinos da raça Holandesa
Resumo

O objetivo do presente trabalho foi estudar a influência do uso da somatotropina bovina (bST) sobre a produção de leite (PL305) e a avaliação genética da PL305 de bovinos da raça Holandesa. Foram utilizados dados referentes a 474 touros e observações referentes a 3341 lactações de 1271 vacas, durante o período de 1999 a 2003. A análise de variância foi realizada pelo procedimento GLM do SAS (2003) e os parâmetros genéticos sob modelo animal unicaracterístico. As estimativas de herdabilidades para o modelo 1 (bST como efeito fixo) e modelo 2 (ausência desse efeito) foram respectivamente de 0,26 e 0,23 e a correlações entre os valores genéticos preditos para os conjuntos de touros a (todos avaliados), b (os melhores 20%), c (os melhores 10%) e d (os melhores 5%) foram, respectivamente, 0,9484, 0,9829, 0,9752 e 0,8974. A análise de variância demonstrou que as médias de PL305 aumentaram significativamente (P<0,0001), com o aumento do número de aplicações do bST. As altas correlações de Spearman entre os valores genéticos dos touros, considerando-se ou não o uso do bST no modelo, indicam que o uso desta tecnologia não interfere na classificação dos touros avaliados geneticamente.


Impact of bovine somatotropin (bST)on the milk production and genetic evaluation of Holstein cattle
Abstract

The objective of this work was to study the influence of the use of bovine somatotropin (bST) on milk yield (MP305) and genetic evaluation of MP305 of Holstein Cattle. Data from 474 bulls and observations concerning 3.341 lactations of 1.271 cows during the period from 1999 to 2003 were used. Variance analysis was performed by the GLM SAS procedure (2003) and parameters in one animal model. The heritability estimates for model 1(bST as a fixed effect) and model 2 (absence of this effect) were respectively 0.26 and 0.23 for the two analyses and correlations between estimated breeding values for bulls sets a (all evaluated), b (best 20%), c (best 10%) and d (best 5%) were, respectively, 0.9484, 0.9829, 0.9752 and 0.8974. Variance analysis of variance showed that the average PL305 increased significantly (P<0.0001) with the increase number of bST applications. The Spearman correlations coefficients between breeding values of bulls were high, with or without the use of bST in the model, indicating that the use of this technology does not affect the classification of genetically evaluated bulls.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir