#cancerdemama            #outubrorosa

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 45 - Número: 2 - Pg: 389-396 - Ano: 1988


Autores
C. C. Perdomo, R. A. Freitas, C. J. Zaffalon, V. A. P. Oliveira


Efeito de diferentes taxas de ventilação no desempenho de leitões na maternidade
Resumo

O efeito de diferentes taxas de renovação do ar no desempenho de leitões e no acondicionamento ambiental da maternidade, foi determinado num experimento comparativo com cinco tratamentos (115,0; 67,5; 47,0; 19,0 m3/min e ventilação natural), em três épocas de observação (verão, verão-outono e outono) e cinco repetições por tratamento e época. O trabalho foi desenvolvido no Centro Nacional de Pesquisa de Suínos e Aves, Concórdia, SC, utilizando-se o modelo de ventilação dinâmica por depressão. Não foram encontrados efeitos significativos entre os tratamentos (P > 0,05) para ganho de peso diário (186; 172; 175; 186 e 179 g/dia), consumo alimentar diário (13,5; 9,5; 10,9; 11,9 e 10,8 g/dia), taxa de mortalidade (15,4; 14,5; 12,9; 10,3 e 8,0%), respectivamente, e para ocorrência e freqüência de medicação contra doenças de origem respiratória e digestiva. Somente os tratamentos de 67,5 e 47,0 m3/min proporcionaram taxas de velocidade média do ar (0,13 e 0,19 m/s, respectivamente) situadas na faixa considerada como de conforto aos leitões, O modelo de ventilação adotado, não possibilita o redirecionamento adequado do fluxo de ar, apresentando maior perda de carga na medida em que a temperatura do sistema se eleva.


The effect of different rates of ventilation on piglet performance during lactation period
Abstract

A study was carried out at the National Swine and Poultry Research Center, Concordia, SC, Brazil to determine the effects of ventilation rate on the performance of piglets and environmental conditioning of the farraowing house. Five ventilation rates (115.0, 67.5, 47.0, 19.0 m3/min and natural ventilation) and three observation periods (summer, summer-fall and fall) with five replicates per ventilation rate period combinations were tested. The exhaust mechanical ventilation type systems were utilized. There were not significant (P > 0.05) effects of ventilation rate on daily weight gain (186, 172, 175, 186 and 179 g/day), daily feed consumption (13.5, 9.5, 10.9, 11.9 and 10.8 g/day), mortality rate (15.4. 14.5, 12.9, 10.3 and 8.0%) respectively, and also on frequencies of occurrence and medication rate of respiratory and digestive disease. Ventilation rates of 67.5 and 47.0 m3/min were the only ones to provid adequate average air velocity (0.13 and 0.19 m/s, respectively) for the piglets confort. The ventilation designs adapted did not present adequate of air distribution in the building, showing a decrease in efficiency with increasing temperatures.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir