#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 41 - Número: único - Pg: 85-101 - Ano: 1984


Autores
D. S. Roda, L. E. dos Santos, A. A. D. de Oliveira


Desempenho de cordeiros submetidos a diferentes períodos de aleitamento e suplementação alimentar
Resumo

Cordeiros da raça ideal foram desmamados na 9a(A), l2a(B) ou 15a(C) semana. Em cada época de desmame, houve quatro tratamentos: ovelha e cordeiro com acesso a suplementação (A1. B1, C1); somente a ovelha suplementada (A2. B2, C2); apenas o cordeiro suplementado (A3, B3, e C3), ou sem suplementação (A4, B4, C4), formando doze lotes experimentais. Cordeiros da raça corriedale foram desmamados na 12.a(B) ou 15.ª,(C) semana. Em cada época de desmame as ovelhas tiveram (B2, C2) ou não (B4, C4) acesso a suplementação, formando quatro lotes experimentais. A pastagem apresentava predominância de Dígitaria decumbens Stent, com cercada 5,3% de proteína bruta (P.B.) e comportando aproximadamente dez cabeças por hectare. A suplementação, em torno de 17,3% de P.B., foi oferecida na base de 500g por cabeça por dia para as ovelhas e 250g por cabeça por dia para os cordeiros. Sexo do cordeiro não influiu estatisticamente em nenhuma pesagem. Ano de nascimento teve efeito significativo (P < 0,05) na raça corriedale até a 6asemana e, a partir da 9a semana, foi altamente significativo (P < 0,01), enquanto na raça ideal foi altamente significativo (P < 0,01) para todas as pesagens. Época de desmame não teve efeito significativo para a corriedale, enquanto na ideal só houve efeito significativo (P < 0.01) da 12.aa 21.a semana. A suplementação alimentar não apresentou efeitos significativos em cordeiros corriedale na 3.asemana, passando a apresentá-los (P < 0,01) a partir da 6asemana, enquanto para a ideal o efeito foi significativo (P < 0,01) em todo o período experimental. As interações entre as fontes de variação não foram significativas. A produção de velo sujo na ovelha corriedale só foi influenciada estatisticamente (P < 0,05) pelo ano de parição, enquanto a produção de velo sujo da ovelha ideal foi afetada pela época de desmame (P < 0,05), ano de parição (P < 0,01) e suplementação alimentar (P < 0,01). A mortalidade de cordeiros do desmame à 21.ª semana não foi influenciada estatisticamente pelos tratamentos experimentais, em ambas as raças.


Effect of weaning age and supplementary feeding on lamb performance
Abstract

Ideal lambs were weaned at 9 (A), 12 (B) or 15 (C) weeks of age. Every weaning age was consisted of 4 treatments: ewe and lamb with supplementary feeding (A1, B1, C1); only ewe with supplementary feeding (A2, B2, C2); only lamb with supplementary feeding (A3, B3, C3) and withoul supplementary feeding (A4, B4, C4). Corriedale lamb were weaned at 12 (B) or 15 (C) weeks age. Every weaning age was consisted of 2 treatments only for ewes with (B2, C2) or without (B4, C4) supplementary feeding. The animals grazed on Digitaria decumbens Stent. grass composed of 5.3% CP and were supplemented a feeding composed of 17.3% CP that was offered 500g/ewe/day and 250g/lamb/day. No sex differences were observed at the 21th week of age. No differences were observed for Corriedale breed weaned at 12 or 15 weeks but for Ideal breed, weaned at 9, 12 or 15 weeks of age, were observed differences (P < 0.01). Supplementary feeding differences were observed (P < 0.01) for Ideal and Corriedale lambs. No significant interactions were observed among treatments. No differences were observed for lamb mortality form weaning age to 21 weeks of age. Fleece weight differences influenced by weaning age (P < 0.05) and supplementary feeding (P < 0.01) were observed for Ideal ewes but not for Corriedale ewes.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir