#cancerdemama            #outubrorosa

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 41 - Número: único - Pg: 103-110 - Ano: 1984


Autores
F. G. de C. Júnior, M. Gorni, H. P. Barbosa, A. A. Mendes, B. do E. S. de Campos, M. P. de Moura.


Grão de feijão-guandu cru em substituição à mistura de milho e farelo de soja para suínos em crescimento e terminação.
Resumo

Foram utilizados 30 leitões (15 machos castrados e 15 fêmeas) da raça landrace, com peso médio inicial de 32kg. O período experimental foi de 84 dias, quando o peso médio dos animais de um dos tratamentos atingiu 112kg. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso em um esquema fatorial 5 x 2 (níveis de substituição x sexos) e três repetições, utilizando-se os níveis de substituição Seguintes: 0, 25, 50, 75 e 100%. O guandu (Cajanus indicus Sprengel) (grão cru e moído) substituiu a mistura milho e farelo de soja respectivamente em 68.2 e 31,8%, com base no teor protéico. Os animais apresentaram um decréscimo de consumo de ração e de ganho de peso além de um incremento linear significativo a 1% para a conversão alimentar com aumento dos níveis de substituição do milho e soja pelo feijão-guandu. Não foram constatadas diferenças significativas (P < 0,05) para ganho de peso, consumo de ração e conversão alimentar, para sexos dentro de dietas, bem como entre sexos. Os animais submetidos às diferentes dietas apresentaram ganhos em peso e consumo de ração diferentes entre si (P < 0,05). A pior converso alimentar foi observada nos animais alimentados com a dieta ao nível de 100% de substituição. As conversões apresentadas pelos animais alimentados com dietas de 0 a 50% de substituição no diferiram entre si (P < 0,05), e a observada nos animais submetidos à dieta com 75% de substituição no diferiu somente daquela dos animais alimentados com dietas com 50% de substituição (P < 0,05).


Raw pigeon peas to replace the corn and soybean meal feed for growing and finishing swine.
Abstract

The experiment was conducted at the Pindamonhangaba Research Station, “Instituto de Zootecnia”, State of São Paulo, Brazil. Increasing levels of raw pigeon peas (0; 25; 50; 75 and 100%) were substituted for the mixed corn and soybean meal. Thirty landrace pigs (15 barrows and 15 gilts) from 32 to 112 kg were utilized in a randomized block design with factorial 5 x 2 (diets x sexes) and three replications. After eight for days it was observed that raw pigeon peas (Cajanus cajan Sprengel) levels resulted in negative linear effect (P < 0.01) in liveweight gain, feed consumption and feed efficiency. No differences were observed for sex within diets. When raw pigeon peas was used until 50% level of substitution the Duncan test not showed significant difference (P < 0.05) for the feed efficiency only for liveweight gain and feed consumption. At this level of substitution pigeon peas could be utilized, however the time of growing and finishing was increased. Levels higher than this are not recommended.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir