#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul

PUBLICAÇÕES >> Resumos de Trabalhos
Relações do consumo alimentar residual e o comportamento ingestivo de bovinos nelore selecionados para peso pós-desmame

Autores
Angelo Polizel Neto, Renata Helena Branco, Sarah Figueiredo Martins Bonilha, Tatiana Lucila Sobrinho Corvino, Alexander George Razook, Leopoldo Andrade de Figueiredo

Resumo

O presente estudo objetivou estabelecer as relações entre as medidas de comportamento ingestivo com os índices de consumo alimentar residual (CAR) de touros jovens Nelore selecionados para peso pós-desmame. Foram avaliados 61 touros jovens oriundos dos rebanhos Nelore do Instituto de Zootecnia de Sertãozinho – SP, e forma classificados em: baixo CAR (<0,5 D.P.; n=21), médio CAR (±0,5 D.P.; n=22), e alto CAR (>0,5 D.P.; n=18). O comportamento ingestivo foi observado por 72 horas mediante observação visual individual dos animais, a intervalos de 10 minutos, para determinação do tempo despendido em alimentação e ruminação, assim como contagem de visitas ao cocho. Consumo de matéria seca e tempo de ruminação foram maiores para animais alto CAR, e correlacionadas positivamente com o valor do CAR. Tempo de alimentação corrigida para 1 kg de matéria seca consumida foi maior para animais baixo CAR, e correlacionadas de forma negativa com o valor do CAR; demonstrando que animais mais eficiente despendem maiores tempos na alimentação, reduzem tempo de ruminação e retém mais nutrientes.
 
46 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia

Íntegra (PDF)


Veja todas as publicações



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir