#cancerdemama            #outubrorosa

PUBLICAÇÕES >> Dissertações de Mestrado
Diagnóstico epidemiológico de infectividade para Rickettsia rickettsii EM Amblyomma spp. no município de Americana, SP

Autores
José Brites Neto

Resumo

RESUMO:

A Febre Maculosa Brasileira (FMB) é uma antropozoonose de notificação compulsória, com características epidemiológicas de elevada endemicidade e alta letalidade. O presente estudo teve por objetivo realizar um diagnóstico epidemológico de infectividade para Rickettsia rickettsi em uma população de 3.548 carrapatos adultos de vida livre, coletados em 83 pesquisas acarológicas, identificados como Amblyomma cajennense (2.355) e Amblyomma dubitatum (1.193). Foi verificada a sazonalidade da população das espécies de carrapatos coletadas no período de julho/2009 a junho/2010. Dos carrapatos adultos, 702 foram submetidos ao teste de hemolinfa e 2197 dissecados para remoção de glândulas salivares para extração de DNA e avaliação por gltA-PCR e ompA-PCR. As áreas avaliadas para FMB apresentaram índices entre 1,2 % e 8,8 % de amostras positivas para gltA-PCR, sendo todas negativas para ompA2-PCR, em espécies Amblyomma cajennense e Amblyomma dubitatum nas áreas de alerta e risco de Americana, São Paulo. No contexto da produção animal sustentável, os objetivos deste projeto contribuíram no mapeamento da distribuição das espécies de carrapatos Amblyomma cajennense e Amblyomma dubitatum e na avaliação da prevalência de infecção nos mesmos para Rickettsia spp., possibilitando melhor entendimento sobre as reais interferências nos potenciais bióticos de áreas de preservação contíguas às áreas de produção agropecuária e mensurando eventuais riscos para pesquisas zootécnicas realizadas no Centro de Pesquisa em Pecuária de Leite do Instituto de Zootecnia, situado em Americana.


Palavras-chave: Amblyomma cajennense, Amblyomma dubitatum, Febre Maculosa
Brasileira, PCR, Rickettsia spp.

Íntegra (PDF)


Veja todas as publicações



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir