#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul

PUBLICAÇÕES >> Dissertações de Mestrado
Silagem e torta de cártamo na alimentação de ovinos como alternativa à silagem de milho e farelo de soja

Autores
Erika Turim Augustinho

Resumo

RESUMO:

Silagem e torta de cártamo na alimentação de ovinos como alternativa à silagem de milho e farelo de soja

A busca por fontes alternativas de energia é uma necessidade em sistemas de produção sustentável, pois além de contribuir com o meio ambiente, pode proporcionar a produção de alimentos alternativos. O presente trabalho teve como objetivo estudar os efeitos da utilização de dietas contendo silagem e a torta de cártamo em substituição a silagem de milho e farelo de soja na alimentação de ovinos, sobre os parâmetros metabólicos e fisiológicos. Foram utilizados quatro ovinos machos da raça Santa Inês, providos de cânulas ruminais, peso médio de 40±Kg, mantidos em baias individualizadas. O delineamento experimental adotado foi o Quadrado Latino. Os tratamentos foram: Dieta I: Silagem de Cártamo e Farelo de Soja; Dieta II: Silagem de Cártamo e Torta de Cártamo; Dieta III: Silagem de Milho e Farelo de Soja e Dieta IV: Silagem de milho e Torta de Cártamo. Os parâmetros utilizados foram: consumo de MS, produção de ácidos graxos de cadeia curta, concentração de nitrogênio amoniacal e pH do líquido ruminal, degradabilidade in situ da MS e da PB. A composição bromatológica revelou maior porcentagem de proteína bruta na Dieta I (14,14%). Os animais alimentados com Dieta I e II apresentaram maior consumo de matéria seca, porém, não houve diferença significativa quanto a variação de peso corporal. O pH ruminal apresentou diferença significativa e as concentrações de AGCC não diferiram (P>0,05) entre os tratamentos. Maiores teores de N-NH3 foram observados na Dieta II, que também demonstrou maiores teores de FDA, FDN e lignina, e menor degradabilidade potencial da MS e PB (71,04 e 90,62%). De acordo com os parâmetros ruminais e sanguíneos, o fornecimento destes alimentos alternativos na dieta de ovinos pode ser feito, sem que ocorram prejuízos metabólicos aos animais. Porém, outros estudos que envolvam a avaliação de produção animal, devem ser realizados.

Palavras chave: Carthamus tinctorium L., degradabilidade in situ, digestibilidade in situ.

 

ABSTRACT

Safflower silage and cake in the feeding of sheep as an alternative to the corn silage and soybean meal

The search for alternative energy sources is a necessity in sustainable production systems, beside contributing to the environment, it can provides the production of alternative food for animals. The objective of this work was to study the effects of using diets containing silage and safflower pie in replacement of the corn silage and soybean meal in sheep feeding on physiological and metabolic parameters. Four Santa Inês sheep male, fitted with rumen cannulas, with average weight of 40± kg were used, kept in individual stalls. The experimental delineament adopted were the Latin Square. Treatments was consisted of four experimental diets: Diet I: safflower silage and soybean meal; Diet II: safflower silage and safflower meal; Diet III: corn silage and soybean meal, and Diet IV: corn silage and safflower meal. The parameters used were: dry matter intake, production of short-chain fatty acid, ammonia nitrogen concentration and pH of rumen fluid, in situ degradability of dry matter and crude protein. The chemical composition showed a higher percentage of crude protein in safflower silage with soybean meal (14,14%). Animals fed safflower silage had higher dry matter intake (kg/day), however, there was no significant difference in body weight variation. Rumen pH showed difference and short chain fatty acids concentrations did not differ (P>0,05) among treatments. Higher levels of NH3-N were observed in the diet with safflower silage and safflower meal, which also showed higher levels of ADF, NDF and lignin, and lower degradability of dry matter and crude protein (71.04 and 90.62%). According to the ruminal and blood values observed in this work, the use of these alternative foods in the diet sheeps can be done without metabolic damage to the animals. However, further studies should be performed to evaluate the animal production.

Key words: Carthamus tinctorium L, in situ degradability, in vitro digestibility.

Íntegra (PDF)


Veja todas as publicações



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir